Como escolher o fogão certo para a sua cozinha

Fogão

O fogão é um item indispensável para qualquer residência. Afinal de contas, ele é o eletrodoméstico responsável pela preparação dos alimentos e, mesmo para quem não tem o costume de preparar grandes refeições, o fogão acaba fazendo muita falta naquele momento em que não dá para pedir comida ou sair de casa.

Mas já esteja preparado: quando você sair para comprar um fogão, vai encontrar inúmeros modelos.

Alguns com funcionamento a gás, outros com a necessidade de um projeto de instalações elétricas, modelos mais simplificados, ou até mesmo os fogões industriais, a lenha ou portáteis.

Por esse motivo, se você precisa comprar ou trocar esse eletrodoméstico essencial para a casa, o primeiro passo é pesquisar as vantagens e desvantagens de cada modelo, analisando suas necessidades, antes de escolher o fogão ideal.

O artigo de hoje vai trazer algumas dicas de como escolher o fogão certo para a sua cozinha e ter um equipamento de ótimo desempenho. Acompanhe a leitura e fique por dentro de todas as recomendações!

5 principais modelos de fogão para você conhecer

As pessoas têm hábitos muito diferentes, devido às rotinas, comportamentos e até mesmo à própria criação.

Por isso, os eletrodomésticos também tiveram que se adaptar, com a criação de vários modelos de aparelhos, para atender às mais diversas necessidades.

No caso dos fogões, é possível encontrar variados modelos, que não somente se adaptam aos interesses de cada pessoa, mas também ajudam a organizar a sua cozinha.

Abaixo, conheça alguns dos principais tipos de fogão disponíveis no mercado.

1 – Cooktop

O cooktop é uma tendência das cozinhas modernas, sendo um dos modelos mais queridinhos da atualidade.

Este modelo é recomendado para casas ou apartamentos menores, sendo necessário ter móveis planejados para cozinha na maior parte das vezes ou uma bancada adaptada.

Os cooktops podem ser acionados por gás ou indução, dependendo do modelo. Em geral, são encontrados com tamanhos de 1 a 5 bocas, em diferentes potências.

No entanto, os cooktops não possuem forno embutido. Por isso, quem tem o costume de preparar grandes refeições, como carnes assadas e massas, terá que adquirir um forno elétrico à parte.

2 – Fogão de embutir

Os fogões de embutir são muito semelhantes aos modelos tradicionais, ou de piso, a única diferença é que eles não possuem pés.

Assim como os cooktops, esses modelos são recomendados para cozinhas planejadas, pois ficam alojados em bancadas, valorizando ainda mais o espaço e melhorando a organização do ambiente.

Sendo assim, para quem deseja adquirir um fogão de embutir, é preciso investir, em um primeiro momento, em um armario sob medida, com o tamanho exato para o eletrodoméstico.

Porém, esse tipo de fogão não pode ser realocado na cozinha, sem a realização de reformas. Ou seja, em caso de mudanças, ou o fogão é deixado na casa, ou é preciso reformar a cozinha.

3 – Fogão de piso

Os fogões de piso são os modelos mais tradicionais em todo o Brasil. Muito disso, deve-se à praticidade desse tipo de eletrodoméstico, que pode ser trocado facilmente de lugar, sempre que os moradores desejarem.

Além disso, o fogão de piso conta com forno embutido e, geralmente, é encontrado com algumas funcionalidades adicionais, com timer, grelha de inox, entre outros recursos.

O fogão de piso está disponível em modelos de 3 a 6 bocas, atendendo bem tanto as pessoas que moram sozinhas quanto grandes famílias.

4 – Fogão a lenha

Os fogões a lenha são conhecidos em ambientes rústicos, como fazendas, sítios e ranchos, sendo muito comuns em casas antigas e do interior.

Esses modelos são especiais e caíram em desuso ao longo dos anos. Contudo, carregam um grande valor afetivo no preparo de alimentos.

Em geral, os fogões a lenha são construídos em alvenaria e contam com chapas de aço, formando uma espécie de bancada de inox, proporcionando melhor dispersão de calor para as panelas de ferro.

Porém, a grande desvantagem dos fogões a lenha é o cozimento mais lento dos alimentos, o que não é muito funcional para a rotina corrida dos dias de hoje. Mas tudo isso é compensado pelo sabor especial das refeições.

5 – Fogão industrial

O fogão industrial é recomendado para estabelecimentos que trabalham com a preparação de alimentos em grande escala, como restaurantes e bares.

Geralmente, eles são usados em conjunto com microondas industrial, para garantir a rapidez no cozimento das refeições.

O eletrodoméstico é fabricado em uma rígida estrutura de ferro e aço, para garantir a durabilidade e a resistência do fogão.

O modelo mais comum é o de 2 bocas, mas você pode encontrar variedades com até 6 queimadores.

A maioria dos fogões industriais é preparada para o consumo de gás de rua, sendo necessário fazer a conversão para gás de cozinha.

Mas como decidir qual é o fogão ideal?

Depois de conhecer os principais modelos de fogões disponíveis no mercado, é preciso avaliar qual deles melhor se adequa às suas necessidades, bem como à sua cozinha.

Afinal, não adianta nada investir em um cooktop, se a sua cozinha não possui uma bancada ou um móvel planejado para suportar esse eletrodoméstico.

Diante disso, recomenda-se responder algumas perguntas antes de efetuar a compra, por exemplo:

  • Eu costumo usar a cozinha muito ou pouco?
  • Quantas pessoas moram comigo?
  • Qual o tamanho da minha cozinha?
  • Preciso de um cozimento rápido ou mais lento?
  • Qual modelo combina mais com a decoração da cozinha?

O número de queimadores, isto é, de “bocas”, é um dos fatores que mais interfere na escolha dos fogões. Isso porque é preciso avaliar com muita atenção, devido à grande diversidade de modelos, com diferentes tamanhos e chamas com eficácia distinta.

Por esse motivo, a quantidade de queimadores irá depender diretamente do espaço disponível para a instalação do eletrodoméstico.

Para uma família com quatro ou mais pessoas, por exemplo, recomenda-se um fogão de alta frequência, com cinco ou seis bocas, para mais rapidez de cocção.

Além disso, é preciso ter cuidado com o tipo de acionamento do fogão. Hoje em dia, os principais são: a gás, elétrico ou por indução. Conheça mais sobre eles a seguir:

Fogão a gás

O fogão a gás ainda é o eletrodoméstico mais comum no Brasil. Tanto que existem modelos de cooktops, fogão de embutir e de piso com funcionamento por combustão a gás.

A principal vantagem é que o modelo é mais barato, no entanto, dependendo do uso do eletrodoméstico, é preciso considerar a conta de gás, já que é preciso repor frequentemente o botijão ou usar o gás encanado.

Além disso, esse tipo de fogão aceita qualquer tipo de panela. Dessa forma, fica muito mais fácil preparar qualquer tipo de refeição e ter uma economia de gastos, principalmente em comparação aos demais modelos (indução, elétrico).

No entanto, se a sua cozinha não possui um espaço próprio para um botijão ou fornecimento de gás encanado, há a necessidade de uma reforma estrutural. Fora que os vazamentos de gás são extremamente perigosos.

Fogão elétrico

Os fogões elétricos são muito populares na Europa e, aos poucos, estão começando a fazer sucesso nas cozinhas brasileiras, por conta de sua praticidade.

A maioria dos fogões elétricos está disponível em modelos de cooktop, com design mais elegante e sofisticado. Por isso, ele é indicado para cozinhas planejadas.

Para usar o aparelho, recomenda-se chamar por empresas de instalações elétricas, para adaptar a cozinha corretamente, sem risco de curto-circuito.

O fogão elétrico usa uma corrente elétrica para aquecimento das bocas, panelas e alimentos. Além da aparência e estética agradável, esse modelo também é vantajoso pelo baixo custo de investimento inicial.

No entanto, é preciso usar panelas específicas no fogão elétrico e, ainda assim, as mudanças de temperatura são mais lentas, o que afeta o tempo de cocção dos alimentos.

Fogão por indução

O fogão por indução também funciona a base de energia elétrica, mas a transmissão de calor é feita por uma corrente eletromagnética.

Por isso, em alguns imóveis, é necessário verificar a corrente elétrica, conforme o modelo do fogão e, se necessário, investir em transformadores elétricos para eletromagnéticos, possibilitando o acendimento por indução.

Esse tipo de modelo não é muito usado, pois além de precisar de panelas específicas, o custo de investimento costuma ser mais alto.

Conclusão

Escolher o fogão ideal não é uma tarefa simples, como muitas pessoas acreditam. O eletrodoméstico é indispensável para todas as residências, mas é preciso considerar a rotina dos moradores, bem como as especificações do imóvel.

Por esse motivo, vale a pena investir em muita pesquisa, antes de investir no fogão. Considere também o funcionamento, já que a economia (de gás ou de energia elétrica) é outro fator que influencia diretamente na escolha.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leia Também:

Saiba como fazer a manutenção dos ralos em casa

O que considerar ao investir em móveis de alto padrão?

Como Criar Uma Rotina de Limpeza Para Meu Dia a Dia?

Leave a Reply