Endometriose: O que pode causar a endometriose?

Leia e fique sabendo o que pode causar endometriose

O tecido que reveste o interior do útero, denominado endométrio, tem um papel fundamental no processo reprodutivo, sendo responsável por ser o receptor de um óvulo já fecundado. Entretanto, essa funcionalidade pode ser acometida por um distúrbio conhecido como endometriose.

Estima-se que uma à cada 10 mulheres em idade reprodutiva — em torno dos 15 aos 47 anos de idade — pode apresentar a endometriose, condição em que o endométrio se aloja no exterior da cavidade uterina, instalando-se em órgãos como bexiga, trompas, intestino e ovários.

Qual é a causa da endometriose?

Ainda que exista muitos estudos a respeito das causas da endometriose, ainda é desconhecida de fato como a condição se origina, já que existem diversos fatores que podem influenciar e desencadear a doença — tanto de forma isolada como em conjunto.

Algumas das principais hipóteses quanto ao surgimento da endometriose são:

  • Predisposição genética à doença. Estudos apontam que, se a mãe ou a irmã de uma mulher apresentarem endometriose, o risco de esta mulher também sofrer com o mal é entre sete e 10 vezes maior do que o de alguém que não tenha casos na família;
  • Refluxo de sangue da menstruação. Acredita-se que, às vezes, parte do sangue reflua pelas tubas uterinas durante a menstruação e se espalhe por outros órgãos;
  • Eventualmente, acredita-se que o sistema imunológico de portadoras de endometriose não seja capaz, por algum motivo, de identificar as células endometriais que não deveriam estar fora do útero para destruí-las, e isto também cause a doença.

Como posso saber se tenho endometriose?

A endometriose é uma doença ainda subnotificada. Também é uma doença a qual, infelizmente, em grande parte dos casos, é diagnosticada muito tardiamente.

Por isso, é fundamental conhecer quais são os principais sintomas relacionados à condição, precavendo-se e procurando um especialista na saúde feminina o mais rápido possível — já que o diagnóstico precoce pode auxiliar no tratamento.

Dentre os principais sintomas da endometriose estão:

  • Sangramentos e dores, intestinais e urinárias, principalmente durante a menstruação;
  • Dismenorreia, ou seja, a conhecida cólica menstrual intensa. Com a progressão da doença ela tende a tornar-se cada vez mais intensa, até chegar ao ponto de incapacitar a vítima enquanto estiver acontecendo;
  • Dispareunia, denominação médica da ocorrência de dor durante as relações sexuais;
  • Dificuldade para engravidar e até mesmo infertilidade.

O que fazer para engravidar quando se tem endometriose?

Há mulheres que acreditam que jamais conseguirão engravidar por sofrerem de endometriose. No entanto, com a ajuda de uma clínica de reprodução humana assistida, há um aumento significativo nas possibilidades de uma gravidez.

Uma das melhores soluções para a mulher que quer engravidar e tem tal doença é a cirurgia que remove todas as células endometriais da cavidade abdominal e dos órgãos reprodutivos. Tal procedimento tem eficácia em 50% dos casos.

No entanto, caso a doença tenha alterado a posição dos órgãos reprodutivos no corpo da mulher, por exemplo, a cirurgia muito provavelmente terá de vir acompanhada de um tratamento de reprodução assistida — o qual também é conduzido em clínicas especializadas.

Ainda que seja viável a gravidez em uma portadora de endometriose, tal doença — quando não tratada — é realmente uma das principais causadoras de infertilidade em mulheres.

Outras informações que podem ser interessantes para você:

5 tratamentos estéticos odontológicos que podem renovar a sua autoestima

Leave a Reply