Entenda como a internet das coisas pode contribuir para o Marketing Digital

A internet das coisas

Tecnologia – A conciliação de objetos com a internet é a base do conceito de internet das coisas, comumente abordada como IoT (do termo em inglês Internet of Things). A partir desse contexto, os mais variados projetos podem ser criados com grande influência nas formas de consumo, relações, entre outras possibilidades.

 

Dessa maneira, a conexão é um dos pilares para o desenvolvimento de diversas soluções. Afinal, dados são coletados e transmitidos para que ações sejam realizadas de acordo com as exigências do usuário.

 

Ao contrário do que muitas vezes é indicado, as inovações vão muito além dos sistemas produtivos, por exemplo, da fabricação de peças industriais em que os recursos aplicados promovem maior praticidade, segurança, agilidade, entre outras vantagens para os processos.

 

Afinal, esse cenário também apresenta grandes oportunidades para o marketing digital, principalmente devido ao seu impacto no modo de consumo das pessoas e consequentemente, nas necessidades de adaptação de estratégias ou até mesmo alcance de clientes. 

 

A influência da IoT no modo de consumo

 

Há muitas projeções sobre a Iot e as facilidades do dia a dia, que podem até mesmo soar como muito distantes da realidade. No entanto, não se pode negligenciar  os avanços cada vez mais evidentes nos meios tecnológicos e comunicacionais.

 

Como exemplificação de itens que têm se tornado cada vez mais comuns, estão os relógios inteligentes, com o aparecimento de mensagens de redes sociais e monitoramento de aspectos relacionados à saúde como atividades físicas diárias.

 

Imagine um consumidor que possui este relógio e recebe notificações de novos conteúdos de perfis selecionados em redes sociais. Caso ele tenha interesse em um quadro geral de baixa tensão e a marca que acompanha posta a respeito de descontos, chegando rapidamente ao seu dispositivo.

 

Esse é um exemplo de praticidade que pode ser usufruído hoje em dia e que é explorada de formas variadas em outros itens, até mesmo em óculos e fones de ouvido.

 

É algo que só reforça ainda mais a relação dos usuários com a internet das coisas devido às praticidades com crescimento exponencial. Sabidamente, este cenário também se direciona para as formas de consumo.

 

A tendência é que as otimizações estejam voltadas cada vez mais para conteúdos personalizados e conforme as tecnologias IoT são incorporadas essencialmente em atividades cotidiana, os parâmetros dos consumidores também podem mudar.

 

Afinal, é uma forma de obter maior facilidade no cotidiano, com um número menor de processos e consequentemente, de tempo para que as compras sejam realizadas.

 

É válido abordar que estratégias de marketing digital buscam cada vez mais atrair os clientes em potencial por meio de ações no momento certo e principalmente, nos canais mais adequados.

 

Esse é o exemplo de táticas como o marketing de conteúdo, onde materiais enriquecedores são elaborados para atrair, envolver e encantar. No entanto, conforme os avanços de tecnologias Iot ocorrem, é interessante que as possibilidades sejam estudadas constantemente.

 

Por mais que o comportamento do cliente tenha mudado significativamente, uma série de possibilidades foram abertas para o marketing digital e a tendência é que a internet das coisas, entre outras inovações, viabilizem cada vez mais um relacionamento diferenciado com os consumidores.

 

Quais são as possibilidades para o marketing digital?

 

Se por um lado o usuário tem recursos mais avançados para atender as atividades diárias e outras necessidades, as empresas também podem contar com meios mais rápidos e precisos para obter dados sobre clientes em potencial e consumidores.

 

Afinal, o modo de consumo tem impacto na operacionalização das estratégias e entre os aspectos impactados pelas contribuições da Iot para o marketing digital, se pode indicar:

 

Obtenção de informações

 

As possibilidades de obter dados são cada vez mais exploradas e com a internet das coisas, novos níveis são envolvidos devido aos diferentes objetos que podem ter conexão com a internet.

 

Afinal, querendo ou não, principalmente quando se trata da adoção de gadgets conectados a internet das coisas, os dados gerados possuem utilidade para as estratégias das empresas, independente do setor.

 

Sendo assim, análises ainda mais profundas para as estratégias podem ser realizadas, o que viabiliza também um nível maior de personalização no relacionamento das marcas com seus clientes.

 

Experiência do cliente

 

Uma das possibilidades apresentadas em relação ao marketing digital é o aprimoramento da experiência do cliente, o que tem relação predominantemente com os avanços na transmissão e captação de dados.

 

Um exemplo prático que permite uma compreensão ainda mais clara da conciliação da internet das coisas com estratégias empresariais de marketing tem a base em assistentes virtuais de localização.

 

A partir das informações obtidas, hábitos e interações dos usuários, indicações podem ser direcionadas com maior precisão para atender suas necessidades, como no momento mais propício para manutenção de motor de corrente alternada e auxílio para encontrar profissionais.

 

Custos

 

Os investimentos podem ser mais eficientes ao considerar o potencial das decisões com maior precisão. Afinal, consequentemente pode haver um desperdício menor de recursos financeiros e até mesmo de tempo.

 

Dessa maneira, pode-se abordar uma otimização de custos, por exemplo, uma empresa que realiza montagem de tubulação industrial e alinha a obtenção de dados com a IoT.

 

Pode ser uma oportunidade para reduzir os custos também de aquisição de clientes ao encurtar o ciclo de vendas, devido aos tipos de recursos que a marca passa a ter acesso para atender as necessidades de seus clientes.

 

Além desses benefícios, é válido considerar que a internet das coisas pode ser uma oportunidade significativa para que exista maior diversidade no alcance dos usuários nas plataformas.

Conheça os principais desafios

 

Assim como muitas áreas exploradas, há desafios apresentados neste cenário e que naturalmente possuem grande impacto para diversos setores, envolvendo também marketing digital. Entre os aspectos de maior destaque é possível citar:

 

  • Armazenamento de informações;
  • Segurança de dados;
  • Capacitação;
  • Privacidade.

 

A maioria dos fatores estão associados com a infraestrutura que as empresas dispõem. Por exemplo, uma empresa que atua com locação de placa vibratória e concilia a IoT com suas estratégias, naturalmente, é preciso zelar por todos os dados coletados.

 

Afinal, em qualquer cenário contrário é algo que poderia comprometer a empresa de forma severa, assim como a falta de profissionais especializados para lidar com as informações e elaborar estratégias adequadas.

 

É importante dar ênfase a questão de que os dados também devem ser utilizados de maneira responsável e que naturalmente, conforme os avanços da IoT ocorrem, é interessante que as organizações trabalhem também a confiabilidade.

 

Armazenar informações não está associado somente com a infraestrutura da empresa, como também com a privacidade dos usuários e por esse motivo, é importante que as políticas de privacidade também acompanhem as tendências e sejam compatíveis com o cenário.

 

A relação da Iot com a inteligência artificial

 

Assim como a internet das coisas, a Inteligência Artificial (citada comumente pela sigla em inglês AI), ainda é vista em alguns setores como algo distante. No entanto, essa área da computação cognitiva, capaz de captar informações e levar soluções também já é amplamente explorado.

 

É um conceito bem distinto da internet das coisas, porém, conforme será visto, há um grande potencial para que sejam aplicadas de uma forma complementar.

 

Por exemplo, um software de inteligência artificial aplicado em uma empresa de montagem industrial em SP processa informações geradas pela internet das coisas atrelada a um dispositivo de controle de estoque.

 

Com esses tipos de recursos, não apenas nesse setor, há chances realmente significativas de melhorar as escolhas realizadas e evitar transtornos, como a indicação de peças cruciais que podem estar em falta ou com poucas unidades, como um eixo rosca sem fim, peça imprescindível para engrenagens de máquinas.

 

Em um contexto de marketing digital, as decisões tomadas a partir da compreensão das preferências de cada indivíduo com base na coleta de dados é otimizada com a inteligência artificial.

 

Nesse cenário, esse recurso também se destaca pela aplicação de algoritmos com a proposta de dispor conteúdos publicitários personalizados, seja em redes sociais, aplicativos, entre outras plataformas.

 

Por exemplo, se um usuário busca em seu celular por porta de aço manual, em pouco tempo anúncios a respeito podem aparecer no próprio dispositivo em um aplicativo ou ao utilizar o navegador no notebook.

 

Sendo assim, um dos pontos de maior destaque deste cenário é a análise preditiva, uma vez o estado é indicado pelos dados da internet das coisas e permite que profissionais ou softwares de inteligência artificial identifiquem a ação mais favorável.

 

Com as informações apresentadas, pode-se perceber que se a Internet das Coisas está mais presente no dia a dia do que muitas pessoas imaginam e nesse contexto, há grande necessidade de que as marcas busquem acompanhar as tendências para que o diferencial competitivo seja garantido.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leave a Reply