O que é Vitrine Virtual e Quais Suas Vantagens?

Vitrine Virtual

A vitrine virtual pode ser uma ferramenta muito interessante para o seu negócio, ainda mais quando se deseja reforçar a imagem da marca, com apelo visual para que as pessoas se encantem por seus produtos.

Assim como em estabelecimentos físicos, como uma loja de piso laminado que coloca em exposição os seus produtos mais bonitos, os e-commerces também precisam usar elementos para atrair a atenção do público. Dessa forma, é possível garantir melhores vendas para o seu negócio.

Por isso, as vitrines virtuais despertam cada vez mais olhares dentro dos comércios eletrônicos, sendo usadas como estratégias assertivas de marketing digital.

O artigo de hoje vai falar mais sobre o que é uma vitrine virtual e quais são suas vantagens para os e-commerces. Acompanhe a leitura.

Vitrine virtual: o que é isso?

A vitrine virtual opera de maneira semelhante a uma vitrine de uma loja, ou seja, para expor produtos de uma loja. Por exemplo, uma loja de materiais elétricos utiliza sua vitrine para mostrar sua mercadoria para as pessoas que passam em frente ao estabelecimento.

No caso da vitrine virtual, a premissa é a mesma: os produtos são expostos por meio de fotos em boa qualidade, com descrição completa, para que os usuários possam visualizar melhor as mercadorias.

Assim, a vitrine tem como objetivo ajudar o cliente a tomar decisão de compra, mediante a avaliação das informações oferecidas, verificando se aquele item é realmente necessário para o seu interesse.

A vitrine virtual precisa ser personalizada de acordo com o design da página, para que o cliente possa visualizar os produtos oferecidos, criando uma identificação com a marca.

Além disso, alguns elementos indispensáveis para a vitrine virtual são:

  • Informações a respeito do produto;
  • Nome do produto;
  • Foto em miniatura adequada;
  • Disposição de vários produtos.

Vale dizer que a vitrine virtual também precisa de um cuidado quando o cliente clicar no produto. Por exemplo, ao ver uma tábua de pinus e selecionar a miniatura, vale a pena disponibilizar várias fotos em ângulos diferentes, para visualizar todos os detalhes.

Recentemente, algumas lojas virtuais também usam vídeos em suas vitrines, como forma de aumentar ainda mais o engajamento e o poder de persuasão.

No entanto, independentemente do formato, é importante que as fotos e vídeos sejam correspondentes à realidade.

Quanto às informações a respeito do produto, elas precisam ser detalhadas, trazendo dados como a dimensão, peso e material. O preço e as condições de pagamento também devem estar indicados junto com a descrição do item.

Como criar uma vitrine virtual?

Grande parte das vitrines virtuais são criadas diretamente no site das empresas, com o cadastramento de produtos na plataforma. O ideal é que a vitrine seja a primeira coisa com a qual o usuário se depara, assim que entra na sua página.

Desse modo, as empresas de construção civil, por exemplo, podem usar as vitrines para expor seus principais empreendimentos, imóveis, entre outros projetos de sucesso.

Outra técnica bastante usada é exibir produtos mais vendidos, lançamentos ou que estão em promoção.

Além disso, é importante que os produtos tenham anúncios chamativos, para que os usuários sejam estimulados a ler e conhecer mais a empresa.

Na descrição dos produtos, vale a pena ter alguns cuidados com o SEO (Search Engine Optimization), ou otimização para os mecanismos de busca.

Assim, é preciso escolher as palavras-chave corretas, para que fique mais fácil encontrar o produto através dos mecanismos de busca, com destaque para o Google.

Além da exposição de produtos no site institucional da empresa, outra possibilidade de vitrine virtual é a participação em marketplaces. Essas plataformas funcionam como shoppings virtuais, onde é possível colocar as mercadorias lá, como uma vitrine.

No entanto, o usuário também pode encontrar produtos similares de lojas concorrentes. Por exemplo, ao procurar por aquecedor solar Campinas, é possível ver o equipamento no marketplace de várias lojas.

Contudo, é uma solução mais barata e viável para empresas que não querem investir na construção de um site próprio, bem como para profissionais que comercializam produtos específicos.

4 vantagens da vitrine virtual para o seu negócio

A vitrine virtual é uma das melhores maneiras de promover os seus produtos online. Por esse motivo, muitas empresas, como lojas de móveis planejados para cozinha, comércios de eletrônicos e, principalmente, empreendimentos especializados na venda de calçados e vestuários, costumam usar a ferramenta para expor suas mercadorias.

Mas além disso, a vitrine virtual oferece muitas outras vantagens, incluindo o aumento das vendas e melhor reconhecimento da marca no mercado.

Por isso, quem ainda não apostou na estratégia, pode conferir agora algumas das principais vantagens!

1 – Versatilidade na exposição dos produtos

A vitrine virtual pode ser usada como estágio inicial do processo de compra, exibindo os produtos com maior chance de serem vendidos. Ou seja, ela ajuda no processo de conversão de leads (potenciais clientes).

Da mesma maneira, ela também é vista como uma espécie de catálogo, onde o usuário pode verificar as diferentes opções, de acordo com a popularidade, preço, entre outras informações disponíveis.

Nesse sentido, o cliente tem a versatilidade de pesquisar produtos, conforme às suas preferências. Por exemplo, organizando o catálogo para apresentar os modelos de cobertura de vidro preço mais barato.

2 – Aumento das taxas de conversão

Visto que as vitrines virtuais são capazes de influenciar na tomada de decisão e, além disso, agilizarem o estágio inicial do funil de vendas, fica mais fácil perceber o aumento nas taxas de conversão de leads.

Aliás, quanto mais informado o cliente está a respeito de um produto ou oferta, é mais provável que ele se torne um lead e prossiga na jornada de compra. Por esse motivo, ao criar uma vitrine virtual é possível colaborar com as vendas da empresa.

Importante ressaltar que a criação de uma vitrine virtual é um esforço bastante pontual – depois que ela está no ar e configurada, ela continua convertendo clientes de modo automático.

Dessa maneira, os custos envolvidos na venda são muito menores e a empresa pode lucrar muito mais. Por isso, os produtos devem ser apresentados de forma atrativa, para que os clientes se sintam interessados em adquirir o item.

Portanto, ao expor um kit viagem personalizado, por exemplo, lembre-se de escolher as melhores fotos, para que a conversão seja efetiva.

3 – Melhor comunicação

Alguns e-commerces costumam mandar ofertas semanais ou diárias para seu consumidores, por meio de anúncios em redes sociais ou e-mail marketing.

No entanto, não adianta nada oferecer uma promoção, se ela não pode ser encontrada no site institucional da empresa.

Por causa disso, as estratégias de marketing devem estar devidamente integradas, para que o usuário encontre a promoção diretamente na vitrine, de forma ágil e simples.

Além do mais, é importante focar na qualidade da comunicação. Afinal de contas, a vitrine também é um canal de comunicação e, quando bem organizada, é capaz de traduzir as ofertas em tempo hábil e ter muito mais poder de persuasão, comparada com demais estratégias.

4 – Aumento de vendas

Como resultado de todas as vantagens citadas acima, é perceptível o quanto as vitrines virtuais contribuem para aumentar as vendas, tanto para e-commerces quanto para marketplaces.

Visto que ela facilita grande parte do processo de compra, ao mostrar fotos, descrição dos produtos, opções e condições de pagamento, os consumidores tendem a adquirir o item com mais rapidez, já que não precisam buscar outras informações adicionais sobre a mercadoria.

Sendo assim, se você possui uma loja virtual, mas ainda não investiu tempo na construção da sua vitrine, está na hora de focar na estratégia, pois os resultados são extremamente positivos.

Conclusão

Não é de hoje que o poder das vitrines é levantado como um dos fatores que mais influencia na decisão de compra e nas vendas.

Muito comuns em shoppings e centros de compras, para exposição de produtos, elas se adaptaram à revolução tecnológica, integrando os espaços online de e-commerces e marketplaces.

As chamadas vitrines virtuais são estratégias de marketing digital amplamente usadas pelos comércios eletrônicos, já que possibilitam a exposição das mercadorias e, além disso, a descrição dos itens, condições de pagamento e preços.

Sendo assim, o público tem acesso a uma gama de informações valiosas, algo que influencia diretamente na decisão de compra, encurtando a jornada do cliente até a concretização do negócio.

Por esse motivo, os e-commerces e marketplaces buscam cada vez mais a personalização de suas vitrines, para que os usuários tenham acesso a conteúdos personalizados a respeito dos produtos e possam fazer busca conforme seus interesses (menor preço, ofertas, mais vendidos, etc).

Dessa forma, as vitrines ajudam na conversão de leads e no aumento de vendas, além de facilitar a comunicação da empresa com a audiência.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leia Também:

KPI’s: Como os KPI’s Podem Garantir o Sucesso da Sua Estratégia Digital

Leave a Reply